zona de empresas registar empresa

◀ voltar atrás

agricultura

Tecnologias para uma agricultura sustentável
| Por Pedro Vacas


De 31 de Julho a 2 de Agosto, realiza-se a AGRIFAM 2009 (Feira da Agricultura Familiar e do Trabalhador Rural), em São Paulo, Brasil.

A Feira tem por objectivo, apresentar tecnologias voltadas para a redução dos impactos da agricultura no meio ambiente e de fácil aplicação pelo agricultor familiar. Também serão apresentadas miniaturas de “minhocários”, para que os visitantes possam conhecer e entender como ocorre o processo de compostagem e a produção de húmus.

Também serão levadas para o evento publicações sobre agricultura orgânica, com destaque para os livros dedicados ao público infantil.

Conheça um pouco mais algumas das tecnologias que serão apresentadas:

Inoculação com rizófilo: corresponde a todo o material que contem microrganismos e que actua favoravelmente no desenvolvimento das plantas. O “inoculante” contém bactérias específicas para cada espécie de leguminosa. Por este motivo, o “inoculante” preparado para uma leguminosa não pode ser utilizado em outras espécies. As bactérias fixadoras de nitrogénio, chamadas rizófilos, quando estão em contacto com as raízes das leguminosas induzem à formação de pequenas bolinhas, denominadas nódulos. No interior dos nódulos, ocorre o processo de aproveitamento do nitrogénio do ar por estes microrganismos.

Adubação verde: a adubação verde é uma prática que consiste na plantação de espécies capazes de reciclar os nutrientes para tornar o solo mais fértil e, consequentemente, mais produtivo. Estas espécies são capazes de se associar a bactérias presentes no solo e transformar o nitrogénio do ar em compostos nitrogenados.

O uso de adubos verdes significa também uma economia para o agricultor, porque pode reduzir ou até eliminar o uso de fertilizantes minerais com nitrogénio. Além disso, a adubação verde contribui para uma maior sustentabilidade da agricultura, garantindo a conservação de recursos naturais.

Cobertura viva do solo com leguminosas: esta técnica consiste em utilizar plantas da família das leguminosas para cobrir todo o solo, na área de cultivo. São várias as vantagens do uso desta cobertura viva. Entre elas, está o controlo da erosão, pois a superfície do solo nunca fica desprotegida ao contrário da plantação convencional. Outra vantagem é a protecção do solo de chuvas intensas, além de favorecer a reciclagem de nutrientes e estimular os efeitos benéficos trazidos pelos microrganismos. No caso das leguminosas, plantas capazes de se associar a bactérias fixadoras de nitrogénio, as coberturas vivas ainda contribuem para o fornecimento desse nutriente para as plantas cultivadas.

fonte: Embrapa


Se gostou deste post acompanhe-nos no Facebook e comente!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário.

Anti-spam

Por favor, transcreva o seguinte código no espaço a seguir:

Captxa

◀ voltar atrás

Eco Info
Directório
Newsletter
Contacte-nos

Novembro 2014
S T Q Q S S D
27 28 29 30 31 01 02
03 04 05 06 07 08 09
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Todos os eco eventos...

   
   

Sponsors | Parceiros Pela Natureza

 
Sponsors Pela Natureza
Parceiros Pela Natureza