zona de empresas registar empresa

◀ voltar atrás

água

Aquedutos subterrâneos secaram no norte do Iraque
| Por Pedro Vacas


Relatório da Unesco revela que a maioria dos aquedutos subterrâneos, conhecidos como "karez", secaram.



Desde 2005, mais de 100 mil pessoas no norte do Iraque foram forçadas a abandonar as suas casas, como consequência da escassez de abastecimento de água na região.

A informação faz parte de um estudo divulgado nesta Quarta-feira pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.



A Unesco estima que outras 36 mil pessoas no norte do Iraque estejam prestes a deixar a região, caso a situação não mude.


Segundo a pesquisa, as secas e o bombeamento excessivo de água diminuíram os níveis dos aquedutos subterrâneos, que os iraquianos chamam de "karez".



Esse sistema é responsável por oferecer água potável à população local e é conhecido pela sua capacidade de manter o abastecimento mesmo durante temporadas sem chuva.



No entanto, o estudo da Unesco confirma que, com o início da seca, quatro anos atrás, 70% dos aquedutos ficaram sem água. O bombeamento do fluxo por máquinas modernas também foi responsável por esse declínio.



De acordo com a agência da ONU, apenas 116 dos 683 aquedutos da região continuam a funcionar.



O estudo produzido pela agência é o primeiro do género no país. Será oferecido ao governo local como ferramenta para a aplicação de políticas de restauração do abastecimento de água.

fonte: Rádio ONU


Se gostou deste post acompanhe-nos no Facebook e comente!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário.

Anti-spam

Por favor, transcreva o seguinte código no espaço a seguir:

Captxa

◀ voltar atrás

Eco Info
Directório
Newsletter
Contacte-nos

errrr

   

Sponsors | Parceiros Pela Natureza

 
Sponsors Pela Natureza
Parceiros Pela Natureza