zona de empresas registar empresa

◀ voltar atrás

água

Nunca as temperaturas dos oceanos foram tão elevadas
| Por Pedro Vacas


Julho de 2009 foi o mês mais quente para os oceanos desde que as medições começaram a ser feitas, em 1879.

A constatação é do Centro Nacional de Dados Climáticos dos Estados Unidos. A entidade informou que a temperatura média da água nesse período foi de 17ºC, ou seja, 0,6ºC a mais em comparação com os 16,4º C registados ao longo do século 20. Segundo o órgão norte-americano, a tendência é a de um aumento ainda mais significativo. O recorde supera o de Julho de 1998 – ano com a maior incidência de calor em toda a história.

Dois factores explicam a anomalia: o início do fenómeno El Niño no Pacífico e o aquecimento global, além de uma série de variações aleatórias. A maior elevação de temperatura foi no Árctico, que chegou a ficar até 5,5ºC acima da média, o que pode, segundo a entidade, acelerar o processo de degelo na região. Já nos trópicos, a água mais quente poderá servir de combustível para a formação de furacões.

Temperaturas altas no mar representam um sinal mais grave da mudança climática do que as do ar, já que o oceano responde mais devagar ao efeito estufa, alertou o Centro Nacional de Dados Climáticos. A Agência Nacional e Atmosférica dos Estados Unidos adiantou que o El Niño poderá causar alterações na quantidade de chuva em zonas como as Américas, África e Ásia até aos primeiros meses de 2010.

No dia 19 de Agosto, a Organização Mundial de Meteorologia (OMM) anunciou que o El Niño já actua sobre o oceano Pacífico, onde deverá permanecer até Março de 2010.

fonte: CNDCEU


Se gostou deste post acompanhe-nos no Facebook e comente!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário.

Anti-spam

Por favor, transcreva o seguinte código no espaço a seguir:

Captxa

◀ voltar atrás

Eco Info
Directório
Newsletter
Contacte-nos

errrr

   

Sponsors | Parceiros Pela Natureza

 
Sponsors Pela Natureza
Parceiros Pela Natureza