zona de empresas registar empresa

◀ voltar atrás

natureza

WWF e Coca-Cola visitam o coração do montado
| Por Pedro Vacas


As duas organizações colaboram pelo 4º ano consecutivo num projecto sobre os serviços ambientais fornecidos pela maior mancha de sobro do mundo e pelo maior aquífero da Península Ibérica.

WWF e a Coca-Cola realizaram uma visita de campo à Herdade do Cascavel em Coruche no âmbito do projecto Green Heart of Cork (GHoC) da WWF que incide sobre a conservação da maior mancha de sobreiro do mundo e o maior aquífero Ibérico (Tejo - Sado).

É nesta área que se encontra localizada a fábrica da Refrige, em Azeitão, a única unidade de engarrafamento de bebidas da Companhia Coca-Cola em Portugal, que capta água deste aquífero, com um consumo médio anual de cerca de 500.000m³.

A WWF classifica o montado de sobro da Bacia do Tejo-Sado como uma Floresta de Alto Valor de Conservação, identificando a regulação do ciclo hídrico que este ecossistema faz sobre o aquífero Tejo-Sado como de importância crítica.

O Green Heart of Cork (GHoC) visa compensar os proprietários agro-florestais que contribuem para a melhoria dos serviços que os ecossistemas nos prestam, tais como a retenção de carbono, a formação de solo, a regulação do ciclo da água e a protecção da biodiversidade, estimulando as boas práticas agrícolas e florestais que contribuem para a conservação dos montados de sobro.

O projecto, lançado em Setembro, conta com a Coca-Cola como entidade ‘compradora’ de serviços ambientais e com a APFCertifica como ‘fornecedora’ dos mesmos. As duas entidades assinalaram esta parceria com uma visita ao terreno.
A visita iniciou-se com uma apresentação do GHoC, que teve lugar no Observatório da Cortiça, em Coruche; de seguida os colaboradores da empresa plantaram sobreiros na Herdade do Cascavel e visitaram uma das Áreas de Alto Valor de Conservação, objecto deste projecto.

Para Luís Silva da WWF “esta visita é uma oportunidade para os colaboradores da Coca-Cola perceberem que a sua empresa, ao incentivar este projecto de conservação, está a proteger também a sua actividade, porque o negócio dos refrigerantes depende da disponibilidade de água de qualidade. E esta é a lógica que a WWF pretende fazer crescer ao dinamizar o mercado voluntário de serviços ambientais em Portugal.”

Para Tiago Lima da Coca-Cola, o apoio à WWF significa “apoiar um projecto único a nível mundial que protege a água de qualidade, apoiando o sobreiro e a cortiça, uma espécie emblemática nacional” e acrescenta “este foi um projecto muito bem recebido pelos meus colegas quer na Europa, quer nos Estados Unidos”.

Em simultâneo, WWF e Coca-Cola continuarão a desenvolver o trabalho de beneficiação de habitats de espécies endémicas da bacia do Guadiana, em especial do Saramugo (classificada em Perigo de Extinção), dando seguimento ao projecto iniciado há quatro anos atrás e que levou ao restauro de áreas degradadas da bacia do Guadiana, nomeadamente áreas ardidas e em risco de erosão na Ribeira do Vascão.

Fonte: WWF


Publicidade


Se gostou deste post acompanhe-nos no Facebook e comente!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário.

Anti-spam

Por favor, transcreva o seguinte código no espaço a seguir:

Captxa

◀ voltar atrás

Eco Info
Directório
Newsletter
Contacte-nos

errrr

   

Sponsors | Parceiros Pela Natureza

 
Sponsors Pela Natureza
Parceiros Pela Natureza