zona de empresas registar empresa

◀ voltar atrás

resíduos

Fusão de empresas de resíduos cria polémica
| Por Pedro Vacas


Organizações ambientalistas: Quercus, Movimento Pró-Informação para a Cidadania e Ambiente (MPI) e Associação de Defesa do Ambiente de Loures (ADAL) acusam o Ministério do Ambiente do propósito de pretender anexar a Valorsul e a Resioeste, defendendo que a primeira empresa não tem capacidade de incineração para todos os resíduos.

Estas associações alertam para a falta de informação e transparência, da parte do Governo, em relação a esta fusão. Os relatórios de sustentabilidade da empresa da Valorsul revelam que esta não tem capacidade para receber mais resíduos.

A proposta de anexar as duas empresas prevê queimar e enterrar cerca de 80% de resíduos, o que leva a uma taxa de reciclagem muito baixa. Os ambientalistas defendem que um tratamento local permite reciclar entre 60% a 80% do lixo.

Rui Berkemeier, do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, responsabilizou a Câmara Municipal de Loures pelo não cumprimento do que tinha proposto, pois declarou que não receberia resíduos de outros concelhos e, presentemente, não põe esta hipótese de lado, assim como criar uma nova incineração.

Além de estar agendada para hoje uma sessão da Câmara Municipal de Loures, para abordar a fusão das duas empresas, está também anunciada pelos ambientalistas uma conferência de imprensa onde irão apresentar a falta de informação dada a todo este processo.

fonte: pelanatureza.pt


Se gostou deste post acompanhe-nos no Facebook e comente!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário.

Anti-spam

Por favor, transcreva o seguinte código no espaço a seguir:

Captxa

◀ voltar atrás

Eco Info
Directório
Newsletter
Contacte-nos

errrr

   

Sponsors | Parceiros Pela Natureza

 
Sponsors Pela Natureza
Parceiros Pela Natureza