zona de empresas registar empresa

◀ voltar atrás

resíduos

O lixo das novas tecnologias
| Por Pedro Vacas


A inovação da tecnologia dos computadores, dos telemóveis, dos GPS e televisores levou ao surgimento de lixo com novas características.

Muitos destes aparelhos são deitados nos aterros sanitários, ameaçando os solos, devido à falta de informação sobre os componentes químicos existentes nestes e sobre a forma correcta de os reciclar.

Torna-se necessário que o governo e as empresas produtoras destes artigos tomem consciência da situação para que este problema não se torne insolúvel . Conforme divulgado pela Greenpeace, são gerados 50 milhões de toneladas de lixo electrónico.

Verifica-se assim que as inovações tecnológicas são positivas, por um lado, mas por outro, são as causadoras do consumismo electrónico e consequente produção de material, que se tornará lixo num futuro a curto prazo.

Os chamados países do primeiro mundo têm-se aproveitado da impotência dos países mais pobres para enviar os seus lixos. Este tipo de atitude é inaceitável, no momento em que todos devem tomar medidas para amenizar os impactos ambientais. Perante este cenário, torna-se imprescindível que os governos, empresas e população em geral tomem iniciativas mais drásticas e criem alternativas, para diminuir a acção destes resíduos electrónicos, actualmente e nas próximas gerações.

fonte: Envolverde


Se gostou deste post acompanhe-nos no Facebook e comente!

Gostou do que leu? Deixe seu comentário.

Anti-spam

Por favor, transcreva o seguinte código no espaço a seguir:

Captxa

◀ voltar atrás

Eco Info
Directório
Newsletter
Contacte-nos

errrr

   

Sponsors | Parceiros Pela Natureza

 
Sponsors Pela Natureza
Parceiros Pela Natureza